Notícias

Vida em condomínio: como melhorar a convivência com seus vizinhos?
21/07/2020

Um estatuto bem estruturado faz toda a diferença!

Você não concorda com todas as regras do seu condomínio? Ou o seu maior problema são os vizinhos que não respeitam seu espaço? Sabemos que morar em condomínios, sejam eles de casas ou apartamentos, tem seus ônus e bônus, mas existem formas de melhorar essa convivência e trazer mais paz para o seu lar. Se for disso que você está precisando, é só continuar lendo nossa matéria que está cheia de sugestões legais!

Cada condomínio tem o seu próprio estatuto, onde regras e normas são pré-definidas. Eles variam de lugar para lugar, mas devem sempre respeitar as leis vigentes. Para evitar problemas futuros de convivência, cada pessoa na hora em que vai escolher o seu local de morada deve consultar o estatuto e verificar se o que ela procura condiz com as normas apresentadas no documento. Não ignore esse fato! Não será saudável para você e nem para seus vizinhos que vocês tenham hábitos muito diferentes no que diz respeito a viver em comunidade.

Para quem já mora em um condomínio e vem enfrentando dificuldades no convívio, nós da GWD Advogados Associados sugerimos que você faça o uso da razoabilidade e não compre brigas à toa. Verifique o estatuto e quais regras estão sendo violadas. Caso alguma cláusula passe por cima de leis civis, você pode entrar com uma ação ou recurso, mas tenha certeza que está disposto a enfrentar uma situação desgastante. A conversa pode ser um caminho mais fácil e curto para que você resolva algum problema. Sente e troque uma ideia com o síndico ou até mesmo com a pessoa que possa estar lhe incomodando. A maioria dos casos pode ser resolvida assim, de forma simples. 

Animais de estimação e a área de fumante são duas das maiores causas de desavenças entre vizinhos, mas existem leis específicas para cada uma delas, o que torna a discussão menor. Toda pessoa pode ter animais de estimação em condomínios desde que eles não apresentem riscos aos outros moradores ou causem desassossego. A lei conhecida como “lei antifumo” proíbe fumar cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos em locais de uso coletivo, públicos ou privados. Caso alguma dessas situações seja violada, o morador pode entrar com uma ação reivindicando seus direitos.

Para que você tenha o mínimo de desavenças possível e que o lugar onde você mora seja adequado para seu estilo de vida, é necessário que participe das decisões tomadas, a começar por frequentar as famosas reuniões de condomínio. São nesses momentos que decisões importantes são tomadas e que mudanças significativas podem acontecer.

Conviver em sociedade não é tarefa fácil, mas você deve sempre manter um bom convívio respeitando as normas gerais e principalmente o espaço do outro. Não podemos esquecer que nossos desejos não devem ser impostos a ninguém e muito menos a um grupo de pessoas.