Notícias

Audiências em tempos de pandemia
13/07/2020


Quais foram as alternativas adotadas pelo sistema judicial para dar continuidade aos processos?

 
Grandes mudanças normalmente são impulsionadas pela necessidade. E tem sido assim com o Sistema Judiciário Brasileiro, que teve que se adaptar para continuar funcionando em meio à pandemia do novo Coronavírus. Mas não estamos falando de álcool em gel e máscaras, e sim na forma como os processos judiciais estão sendo realizados agora, considerando que o isolamento social é uma das principais recomendações. 

Como em muitas outras esferas do trabalho, no sistema judicial a internet tem sido a principal aliada. No Paraná, escritórios e fóruns já utilizam o Projudi, um programa de computador que permite a substituição do papel por arquivos digitais, e essa prática está sendo intensificada a cada dia por conta da quarentena.

Desde 2011 já acontece a digitalização de processos que antes eram físicos e, se observarmos as mudanças nos últimos anos, podemos constatar que a virtualização seria a linha de chegada para a forma de trabalho no meio judicial. 

Juízes, fóruns e diretores de fóruns já estão se preparando para que todas as etapas de um processo possam ocorrer virtualmente e a máquina do judiciário também está trabalhando para oferecer um sistema seguro, prático e completo para os profissionais.

Mesmo com fóruns fechados, os processos continuam em andamento, com a grande maioria das etapas feitas virtualmente, o que tem lá seus benefícios. Por meio de audiências, reuniões, sessões e até mesmo casamentos virtuais, o sistema tem garantido um andamento dentro da normalidade.

O momento é extremamente complicado, mas as mudanças adotadas até então trazem benefícios para os profissionais da área e também para os clientes. Com audiências em vídeo, falas e depoimentos ficam gravados permitindo que possam ser revisitados no futuro, tendo não somente a escrita como material, mas também a imagem e o vídeo, fato que torna a interpretação errada mais difícil.

Já para os clientes, as facilidades estão atribuídas à comodidade em se participar de uma reunião com seu advogado ou até mesmo de uma sessão que antes seria no fórum no conforto de sua casa. Os encontros on-line evitam que pessoas tenham que ter o deslocamento de suas casas, problemas com o trânsito e beneficiam até mesmo quem por algum motivo não pode sair de casa ou do local que está, mas precisa participar de audiências.

A virtualização também possibilita que advogados e escritórios de advocacia possam oferecer a seus clientes novos produtos ou formas de serviços, como por exemplo, a indicação por ações extrajudiciais que muitas vezes são mais recomendadas do que ações judiciais de fato, e ainda sim o problema em questão é resolvido, mas de uma forma mais tranquila para ambos os lados. 

Diante de tais mudanças, o mercado pede não só que o sistema mude, mas que a forma de trabalho de cada escritório de advocacia também. Investir em comunicação e marketing digital neste momento se tornou fundamental, já que a internet assumiu o papel principal na história.

Bons profissionais precisam manter seus clientes informados e estarem preparados para que essa comunicação seja feita de forma on-line. Esse é o futuro de quem não quer desaparecer no meio de um todo. Lembre-se: crescer dói, mudar dói, mas dói muito mais ficar sentado e sempre no mesmo lugar.